Pesquisa sobre o cancer de pulmao

Pesquisa sobre o câncer de pulmão é um dos campos desafiadores para o pessoal de investigação relacionadas com não só os seres humanos, mas também os animais. Devido ao aumento na incidência de câncer de pulmão, quando comparado aos períodos anteriores, o campo da pesquisa sobre o câncer de pulmão é um grande bem-vinda e necessária imediatamente uma. Uma das característica desconcertante no campo da pesquisa sobre o câncer de pulmão é o que jamais será a quimioterapia isoladamente ou em combinação com mais medicamentos, as metodologias de investigação deixar de fazer a recuperação total do paciente, especialmente se o paciente tem câncer de pulmão que reflete a metástase no qual as células cancerosas começar firme reconhecida em outros órgãos como as estruturas hepáticas, os tecidos renais, áreas cardíacas, ossos e muito mais. De forma a combater o câncer nos pulmões, os recursos referentes à pesquisa sobre o câncer de pulmão como hoje tendem a aplicar várias abordagens terapêuticas. Gene Therapy uso de abordagem de pesquisa relacionadas, caso em que as tentativas estão sendo feitas para identificar a ligação genética com a patogênese e, assim, causar reparo terapia gênica ou modulação gênica utilizando métodos avançados de genética. É digno de nota mencionar que o objetivo final das pesquisas sobre câncer de pulmão é a terapia gênica para corrigir a acumulação molecular de muitos defeitos genéticos, que resultaram em um tipo de replicação indisciplinados nos pacientes afetados. Pesquisa sobre o câncer de pulmão atualmente visa o crescimento de genes supressores relacionados ao câncer de pulmão para reduzir os efeitos do inchaço nas células. Desta maneira, genes de citocinas podem úteis a fim de alcançar uma maior eficácia no tratamento. No entanto, é de notar que a terapia de aerosol, que é imediatamente considerado nos aspectos de pesquisa tem seus próprios problemas em termos de pontos negativos relacionados com a absorção de drogas recentemente projetado. Se um médico especialista em causa quer ter uma base forte para lidar com o câncer de pulmão tal, a investigação do cancro do pulmão tem que ser entendida a partir da linha de base etapas o tipo mais complexo de tumores cancerosos, especialmente quando se trata de uma propagação extensa sobre uma área ampla e afetar os órgãos que forem abertas ao passar nas células tumorais através do sistema circulatório, ou através do sistema linfático. Pesquisa de câncer de pulmão é conectada com linfonodos especialmente se houver um forte sentimento de propagação através dos gânglios linfáticos múltiplos do corpo e, nesses casos, a resposta inflamatória é para ser tomado um dos critérios importantes para os aspectos de pesquisa em câncer de pulmão. Samir Hanash está liderando um esforço multi-institucional para encontrar biomarcadores que promovem a detecção precoce do câncer de pulmão em pessoas que nunca fumaram. As pesquisas são projetadas para criar uma melhor compreensão da biologia do câncer de pulmão e de desenvolver um teste para detectar câncer de pulmão em não fumantes, na primeira fase da vida e ex-fumantes. Este trabalho é importante porque as estimativas globais sugerem que mais de 25 por cento de todos os cânceres de pulmão por cento-15 em todo o mundo dos homens e em 50 por cento daqueles em mulheres não são atribuíveis ao tabagismo, fazendo com que o câncer de pulmão em não-fumantes a sétima mais causa comum de morte por câncer em todo o mundo, antes mesmo de câncer do colo do útero, pâncreas e próstata. Hanash e seus colegas também estão trabalhando no desenvolvimento de não-invasivos exames de sangue com base para detectar o câncer de pulmão antes do início dos sintomas. Seu grupo tenha validado com sucesso um painel de biomarcadores que poderiam ser utilizados para a detecção precoce do câncer de pulmão. O teste, que se baseia em sinais do sistema imunológico, bem como um teste de HIV, foi indicado para detectar a presença de câncer de pulmão até um ano antes do diagnóstico. Quase 90 por cento das pessoas que desenvolvem câncer de pulmão são fumantes, mas apenas cerca de 10 por cento dos fumantes crônicos desenvolverá a doença. Um estudo liderado pelo Dr. Alyson Littman e seus colegas descobriram que os pacientes que tinham sido diagnosticados com bronquite crônica ou enfisema antes do diagnóstico do câncer foram cerca de 30 por cento mais propensos a desenvolver câncer de pulmão do que aqueles sem esse diagnóstico. O risco associado a uma forma da doença conhecida como carcinoma de células escamosas foi ainda maior, em cerca de 50 por cento. Essas pesquisas são importantes porque podem ajudar os médicos na identificação de tabagistas que têm mais probabilidade de ter câncer de pulmão. Além disso, pesquisas de câncer de pulmão envolve também o uso de técnicas relacionadas às estratégias de inativação do oncogene melhor possível, onde a entrega de moléculas antisense é feita sobre as células neoplásicas malignas, como no caso do câncer de pulmão. Em última análise, pode-se dizer que a pesquisa sobre o câncer de pulmão aspectos estes dias implicam a identificação, posterior remoção dos obstáculos para a recuperação, que é seguido por um acompanhamento adequado do paciente afetado com as estratégias de tratamento, adaptados neles. A fim de alcançar uma melhor taxa de sucesso em pacientes com câncer de pulmão, câncer de pulmão de investigação também envolve a enzima vários prod tapete combinação e em vários países, mais ensaios clínicos estão sendo realizados no campo da medicina personalizada.